27.12.14

Aprendendo a contar

It’s hard to believe we are in greater danger today than we were during the two world wars, or during other perils such as the periodic nuclear confrontations during the Cold War, the numerous conflicts in Africa and Asia that each claimed millions of lives, or the eight-year war between Iran and Iraq that threatened to choke the flow of oil through the Persian Gulf and cripple the world’s economy.

How can we get a less hyperbolic assessment of the state of the world? Certainly not from daily journalism. News is about things that happen, not things that don’t happen.

23.12.14

Bons Presságios

A BBC está transmitindo uma adaptação radiofônica de Good Omens - que em português tem o equivocado título de Belas Maldições. Neil Gaiman relembra o processo de escrever o livro em parceria com Terry Prachett.



14.12.14

Onde comer em São Paulo

Um panorama da culinária sendo feita em São Paulo. Dos citados, troco o Sushi Yassu pelo Yamaga.

Um remédio para a homofobia?

On Friday, the journal Science published a buzzy new study suggesting that homophobia is more of a minor, curable malady than a chronic illness. For the study, researchers sent gay and straight canvassers into strongly anti-gay neighborhoods and directed them to converse with residents for about 20 minutes about why marriage equality mattered to them. The result: Residents’ support for gay equality increased considerably—and those residents who spoke with gay canvassers retained their pro-equality beliefs nine months after the conversation




Desde 1796

Nessa resenha de três livros, uma breve história dos feminismos.



8.12.14

No Future!

Para um gênero que supostamente se preocupa com o futuro, a ficção científica mainstream anda extremamente nostálgica, como demonstra o fato de mais três Star Wars vindo aí.

4.12.14

Ateísmo e a morte

A non-religious outlook does not hold the promise of immortality, but it does provide some relief. For example, I have no sense of being unfairly afflicted. I do not wonder what I have done to deserve this – and I most certainly do not think that anyone else is more deserving of it. Well, I can think of some, but that’s beside the point. The point is that no one has handed me these cards, and therefore I do not need to waste emotional capital pondering the injustice of my lot. I have simply pulled the short straw in the malignant mutation lottery.




Ser ateu em diferentes culturas

O problema da justiça divina é bem diferente nas religiões monoteístas e politeístas.

Porque a colonização do espaço é complicada

Today, the cheapest rockets available charge a little less than $1,000 to send 1 pound of material into low-earth orbit. Sending that pound to other planets, let alone the stars, would cost vastly more. To be sure, time and expense might be reduced by building space elevators and (should the laws of physics permit) taking advantage of handy wormholes. But the lesson of Zheng He remains: Exploration of distant lands will be a short-lived venture unless it yields something really, really valuable.

29.11.14

O que tem para jantar?

Memórias de comidas passadas, que praticamente não se comem mais. Num tempo em que pizza era uma comida exótica nos EUA.

Os 100 mais

Para comemorar seus cem anos, a New Republic selecionou as cem pessoas mais influentes do período.

27.11.14

Eu ando meio viciado em oxigênio

The Internet, after all, is a medium, not an activity in and of itself. If you spend your time gambling online, maybe you have a gambling addiction, not an Internet addiction. If you spend your time shopping online, maybe it’s a shopping addiction. “Some people have posited that the Internet is a vehicle and not a target of disorder,” Potenza said. Can you be addicted to a longing for virtual connectivity in the same way that you can be addicted to a longing for a drink?




24.11.14

Sushi e Cia

Como são feitas aquelas comidinhas falsas que ficam nas vitrines dos restaurantes japoneses. Trecho de um filme de Wim Wenders!

23.11.14

Para todas as suas necessidades heróicas

A 826 é uma ONG americana que dá oficinas de texto para crianças e jovens. Para arrecadar fundos, eles mantém lojas em diversas cidades americanas. Estive recentemente na Brooklyn Superhero Supply Store, que, como diz o nome, vende produtos destinados a super-heróis. A organização também tem outras lojas, dedicadas a espiões. viajantes espaciais, piratas e robôs. Estive em uma das lojas e fiz algumas fotos.

15.11.14

Táxi!

Enquanto muitos taxistas aqui em São Paulo não sabem onde ficam nada - e se recusam a usar o GPS - em Londres eles estudam The Knowledge por anos.



As dez maiores mudanças dos últimos mil anos

Dos castelos à preocupação com o futuro.

14.11.14

I See Dead People

Have you followed an expertly written hit show through many satisfying seasons, only to be left befuddled and grumpy by the show’s finale? Until now, you’d simply have to accept that the film or show’s creators either made a narrative misstep or, even worse, failed to deliver a resolution that precisely mirrors your expectations. But no more! Thanks to a revolutionary new critical theory, you can explain everything, in every show and movie, to your complete satisfaction, every time. That theory? Everyone’s Already Dead™.

12.11.14

Falando nisso...

Mais um exemplo das inteligências artificiais que estão chegando ao mercado: o mecanismo de buscas que se adianta a você.

Logo ali

Depois de 60 anos quase lá, parece que a inteligência artificial finalmente chegou. Fruto da combinação de processamento em paralelo barato, algoritmos melhores e Big Data.

11.11.14

Disxelia

A Dyslexie tem um nome terrível e é muito feia, mas promete melhorar a leitura de pessoas com dislexia. Baixe aqui.

Parada obrigatória

Um dos sites mais importantes de todos está fazendo vinte anos. Conheça a história do Snopes - que você sempre deve consultar antes de passar um absurdo adiante.



10.11.14

Sommelier de maconha

Com a legalização em alguns estados americanos, era inevitável que surgisse um crítico de maconha.

8.11.14

O que aconteceu com o cyberpunk?

The girl in the black vinyl minidress, shit-kicker boots and neon hair braids told me she was a cyberpunk. “Wow,” I answered, shouting over the club’s thumping techno-trance beat, “I love William Gibson.” I may as well have namechecked Samuel Taylor Coleridge at a Metallica gig. She stared at me for a while, then shouted back “I’m not into the Bee Gees.”




5.11.14

256 cores

Os caracteres emoji devem ser modificados em breve para permitir maior diversidade étnica. Espero que também introduzam um pouco mais de diversidade alimentícia e introduzam queijos e presuntos.

Entre o exagero e a mentira

Para cativarem seus clientes, as empresas exploram cada vez mais suas histórias. Muitas não têm nenhuma base na realidade.Para mim, isso é tão grave quando vender uma bijuteria dizendo que é ouro: pode não fazer muita diferença no uso do produto, mas eu estou pagando por um valor que não está sendo entregue.

17.10.14

Últimas palavras

Escrever obtuários para um veículo decente parece um dos melhores trabalhos possíveis para um jornalista.

11.10.14

tldr

Commenting Comments: uma revista dedicada aos comentários na Internet.



9.10.14

Um psicopata eticamente orientado

James Fallon é um neurocientista e recentemente descobriu que é um psicopata. Além de escrever um livro sobre o assunto, ele tem dado entrevistas. Faça esse teste e descubra onde você está no espectro.



5.10.14

Tinta na pele

Trechos de um livro sobre tatuagens e suas histórias.



Comendo sozinho

Too often, though, when alone and hungry, we end up eating poorly. Or I have: Over the years, I’ve rushed through dozens of bad dinners scraped together because they were just for me, only to later realize the bad food and haste had delivered me directly into the loneliness I was trying to avoid. It’s when I’ve resolved to act not by myself but with myself — to serve as dignified a meal to me as I would to another — that the room has come to seem full and happy and loneliness has slunk away.




26.9.14

Estamos sempre em oferta

“If Ello was serious about their 'manifesto' they'd be non-profit,” Adams told me. But Ello’s founders have to sell something, whether it’s to VCs or companies. And that something is always going to be you.

You might decide that being that kind of currency—the kind that promotes investment, hiring and promotion of this companies and these people—is fine with you.

25.9.14

Troca essa roupa, menino.

O fotógrafo austríaco Klaus Pichler Just the Two of Us fotografa cosplayers em casa. Os resultados são bem incômodos.

23.9.14

Lição para os jornalistas

Como escrever uma matéria sobre tendências, segundo New Yorker. Eu sinto que é particularmente dirigida ao New York Times.

21.9.14

Subvertendo a arquitetura

But then I was very disappointed at my profession as an architect, because we are not helping, we are not working for society, but we are working for privileged people, rich people, government, developers. They have money and power. Those are invisible. So they hire us to visualize their power and money by making monumental architecture.

19.9.14

Eu queria é saber porque eu nunca acho nada

As mulheres têm uma memória melhor que a dos homens e isso parece ser uma consequência da criação e expectativas de gênero.

Arroz com feijão ®™©

Uma associação de restaurantes criou um registro de receitas. Para mim parece um grande desperdício de energia. Livros já cumprem o papel de registro de autoria e a lei brasileira não contempla a patente de pratos.

A evolução dos ingredientes

O próximo passo dos restaurantes de ponta na busca por pratos únicos é criar seus próprios cultivares.

17.9.14

12.9.14

Contaminação vocabular

Todos temos palavras de estimação que usamos muito sem perceber. E nos surpreendemos quando apontam seu uso e nos irritamos quando outros começam a usá-la.

11.9.14

90s - a década da vez

Mostly a white people’s pastime, nostalgia used to be a pining for an idealized yesteryear, for a prelapsarian world tinted in sepia. “Nostalgia appeals to the feeling that the past offered delights no longer obtainable,” the social critic Christopher Lasch wrote in The True and Only Heaven. Ah, no longer. Since the publication of Lasch’s book, in 1991, the Internet and cable TV have colonized the hive mind and set up carnival pavilions. Now every delight is obtainable and on display at an arcade that never closes.




Num reino muito distante...

...Boulet escreve uma história para fãs de D&D.

"Não é um Rolex."

Um especialista em relógios avalia o relógio da Apple.

9.9.14

O marido sempre tem razão

A incrível misoginia e o machismo de uma coluna de aconselhamento matrimonial de tempos passados.

Moda aérea

Bons motivos para se vestir direito ao viajar de avião ou trem: você não está em casa e os outros passageiros têm olhos.



5.9.14

Nunca é demais repetir

Volta e meia vejo alguém colocar wasabi no shoyo e penso que instruções de como comer sushi deveriam ser mais divulgadas.

4.9.14

Gamers e a misoginia

Over the past two weeks, the immediacy and tangibility of the danger of geek culture’s toxic identity politics have crossed from potential to real, with threats of violence toward women and elaborate conspiracy theories being concocted to explain the small shifts toward inclusiveness in the gamer clubhouse.

Enrole e fique em casa

As palavras não servem, mas a ideia é genial: complique a maneira de falar do motivo bobo que vai causar sua falta no trabalho.

26.8.14

De volta do hospício

Com o novo Sin City, Frank Miller retorna aos olhos do público. Espero que menos doido que da última vez.



O resto do icebergue

Interessante esse artigo sobre uma pesquisa que se propõe a permitir buscas na deep web: enquanto o jornalista tenta espetacularizar, a pesquisadora tenta mostrar que não é bem assim. As vantagens de ser uma fonte indispensável.



22.8.14

R2-D2 ou C3PO?

Para lidar com humanos, robôs e outras máquinas que simulam inteligência tem que ter personalidade. O problema é determinar a melhor para cada tarefa e cada público.

19.8.14

Mais que um enfeite

Quase não usadas no Brasil, as sobrecapas têm um papel que vai além de proteger os livros.

Quer vender? Tem quem compre.

É impossível coibir um comércio quando há demanda. Proibir só torna uma prática que poderia ser regulada para a ilegalidade, tornando ainda mais precária a situação dos envolvidos mais carentes. É o caso do tráfico de órgãos.



18.8.14

Mais um mundo alternativo

Boulet apresenta um novo gênero de ficção científica: Formica Punk.


16.8.14

Chefs: os pop stars do século

The appeal of Noma as a workplace might actually go some way towards explaining why chefs have become such cultural icons in recent years. In the past decade or two, as Silicon Valley has emerged as the most dynamic sector of the economy, our ideas about aesthetic fulfillment have undergone a subtle transformation. Our models of creativity are no longer struggling loners like painters or novelists. They aren’t media figures, like pop stars or movie stars. They’re not performers of any kind, for the most part—definitely not dancers, stage actors or classical musicians. More than anything, they’re skillful managers and team builders—entrepreneurs like Steve Jobs, architects like Zaha Hadid, chefs like Redzepi. Their mode of work—sociable, engaged, attentive to design, profitable—is immensely appealing, especially to those stuck alone at a desk or computer console.




14.8.14

Censura 18 anos

É difícil encontrar um filme para adultos nos cinemas. Como sempre, o problema é acima de tudo comercial.



30.7.14

Retratos falados

Veja o rosto de personagens da literatura feitos com kits de retratos falados. Dos que li, alguns são bem diferentes na minha cabeça, embora eu perceba que os personagens costumem ser muito vagos para mim.



26.7.14

Um dos melhores quadrinhos de todos

Um dos quadrinhos mais amados por mim está disponível em formato digital. Uma versão digital de um volume com quase todos os Alec, a obra-prima de Eddie Campbell, está disponível por apenas US$4,99 na Sequential. É um dos melhores jeitos do mundo de gastar R$12. Praticamente tudo que Campbell publicou está disponível no site, incluindo From Hell.

23.7.14

Corra, antes que acabe!

A New Yorker vai colocar um limite no número de matérias visualizadas por quem não é assinante. Antes que isso comece, baixe o máximo possível dessa lista de textos recomendados pela Slate. Em particular, recomendo Master of Play, The Apostate, The Running Novelist e Guy Walks Into a Bar.

Dá até vontade de cometer um crime

Sem ter muito o que fazer na prisão, Daniel Genis leu mil e quarenta e seis livros nos anos que passou na prisão.



3.7.14

Chega de prometer mais estradas

O problema do trânsito não melhora com novas estradas: elas só aumentam o uso dos carros. Pelo menos em cidades em que a adoção do carro atingiu saturação.

28.6.14

Se for ler um só, leia Plano

Fabrício Corsaletti é poeta, seu livro Esquimó parece muito bom e o poema Seu Nome é ótimo (Plano também é).


Comida e companhia

A coisa mais importante que aprendi nesse texto sobre sugar daddies e comida foi: primeiro sexo, depois jantar absurdamente caro e enorme.

Leitura: Papel vs Tela

Overall, there doesn’t seem to be any convincing evidence that reading on screen or paper is better per se. “If the cognitive component is strong,” suggests Benedetto, “the cultural one is even stronger.” For Margolin, “the preference for reading on paper or a screen seems to be just that: a preference.”

21.6.14

Made in Japan

Os japoneses levam as coisas muito a sério. Por isso eles superam o original ao copiar qualquer coisa. Veja o exemplo da cultura americana.

As vantagens de ser invisível

These are rules I've picked up along the way to help me remain invisible when I'm writing a book, to help me show rather than tell what's taking place in the story. If you have a facility for language and imagery and the sound of your voice pleases you, invisibility is not what you are after, and you can skip the rules.


20.6.14

17.6.14

Rivotril 24/7/365

A ansiedade não é um fato constituinte da vida moderna, mas da vida. E não se preocupe: todo mundo está mais ansioso do que você pensa imagina.

13.6.14

O fim da leitura

The traditional pleasures of reading are more complex than just enjoyment. They involve patience, solitude, contemplation. And therefore the books that are most at risk from our attention and integrity deficits are those that require a bit of effort.




1.6.14

A bengala branca

By that time, at 22, I’d been legally blind for a few years, the result of several failed retinal detachment surgeries. I had a white cane, but I never used it. Once, alone and lost in downtown Washington, I unfolded it, immediately sweating as I felt hundreds of eyes shift onto me. A man who was panhandling grabbed me and showed me the way home.

It made an impression, but it wasn’t enough to sell me on it. The cane stayed in storage. To me, it signified defeat, so I kept it out of sight at college, social events, job interviews — everywhere.




Contos para uma cultura acelerada

Leitores digitais e a eterna desculpa da falta de tempo são estímulos à maior atenção dada aos contos. Claro que a venda de MP3 pelo iTunes ter funcionado também ajuda.

Dez lugares baratos para comer em São Paulo

O Guardian elegeu restaurantes com boa relação custo vs. benefício em São Paulo. Entre eles, Riconcito Peruano, Mocotó e Yamaga - que estavam em uma lista de restaurantes baratos que fiz há algum tempo.

31.5.14

50 quadrinhos

Cinquenta quadrinhos sem super-heróis para você ocupar seus próximos anos. Como em toda lista, algumas coisas importantes estão faltando Transmetropolitan, Bone, mas o exercício é sempre interessante.


25.5.14

A crítica em uma cultura do remix

Thanks to the ability of the Internet to unite and harness the buying power of people with really specific tastes, art in most mediums is evolving accordingly. But most reviews are still targeted at the increasingly mythical General Audience. If you're in a niche culture you need to write niche reviews.

24.5.14

A matemática já foi mais difícil

Os símbolos matemáticos são invenções recentes. Antes tudo era feito na base da descrição.

8.5.14

Fazer vs falar

Os atributos de um bom crítico e de um bom romancista são muito diferentes. Praticantes dos dois ofícios tendem a esquecer disso e se arriscam fora de suas especialidades. Mesmo que o resultado seja igualmente pífio, temos mais simpatia com os ficcionistas.

7.5.14

Para viver um grande amor

I have no memory at all of any classroom discussion or exercises pertaining to the book. I just read it, the way most people read novels, all by myself. I knew this was my book, that it was somehow about me and bigger than me at the same time. All the teacher had to do was put it in my hands and “Jane Eyre” did all the work.


E se Wes Anderson fizesse um filme pornô?

Agora você sabe.

Últimos dias! Ofertas por tempo limitado!

Dez gráficos que explicam como é ter cem anos de idade.

Bolas de barro

Comprimir montes de barro até formar uma esfera perfeita não parece muito divertido, mas os hiraku dodorongo são uma passatempo tradicional no Japão e que refletem algo do caráter nacional, também exemplificado por jazz clubs e calças jeans - coisas que os japoneses copiaram dos americanos e nas quais os superaram.

6.5.14

3.5.14

200 anos de hq na Inglaterra

Quem for a Londres até 19 de agosto não pode perder a mostra Comics Unmasked: Art and Anarchy in the UK, que exibe parte da coleção de quadrinhos da Biblioteca Britânica.

30.4.14

"I want to go to there"

As frases criadas ou popularizadas por 30 Rock, a segunda melhor série de comédia americana.

r > g

Na maior parte da história, a desigualdade econômica foi a regra e a segunda metade do século passado foi a exceção, com a concentração de renda diminuindo. Parece que o século XXI vai lembrar o XIX economicamente.

29.4.14

26.4.14

Diversão para toda família

Steampunk também é para crianças. E elas não tem que ser necessariamente limpadoras de chaminé tuberculosas.

Colocando limites

I have three children, and left unsupervised, they will stare at screens until their eyeballs liquefy and seep into the carpet. And so, I spend every single day of my existence wringing my hands over how much screen time is too much screen time for these people. Sometimes I set a timer. Sometimes I say, "TIME IS UP" and go to take the screens away, and then my kids freak the fuck out, and I give them back the screens so they can put their stupid Minecraft characters to bed, which always takes two minutes longer than it should. And then I worry that I'm a simp because I gave into their screaming, but man, do I hate hearing them scream. Sometimes, when I'm tired, I just let it go, because it's cold outside, and I've run out of board games to play and tedious craft projects to do. Every parent knows that a screen works flawlessly for subduing annoying kids.

Criando sinergia para a brainstorm da liderança

O jargão do mundo empresarial mudou muito ao longo do século, revelando as diferentes visões sobre o trabalho e os funcionários colaboradores.

Preferência sexual é discriminação racial?

There are good reasons to question the moral appropriateness of strong same-race preferences and their close cousin, in-group favoritism. In The American Non-Dilemma, Nancy DiTomaso argues that persistent racial inequality in the United States is not solely or even primarily a reflection of racism and discrimination. Rather, it reflects the fact that whites tend to help other whites without ever discriminating against or behaving cruelly toward blacks and other nonwhites. As long as whites tend to dominate prestigious occupations, and as long as they control access to valuable social resources like access to good schools, the fact that whites, like all people, will do more to help family, friends, and acquaintances than strangers will tend to entrench racial inequality, provided that white people choose to associate primarily with other whites.

24.4.14

21.4.14

100 filmes de animação

A Time Out publicou uma lista dos cem melhores filmes de animação. Eu vi só 63.

Os selos mais gay de todos

A Finlândia lançou uma série de selos com ilustrações de Tom of Finland.

20 discos que merecem ser ouvidos com mais cuidado

An underrated album can be a popular album that everyone hates but shouldn’t; it can be a mostly forgotten album more people should know about; it can be an album lauded by a select few that should be loved by all. It can even be one of the canonical albums like Skip Spence’s “Oar,” which continue to be referred to as “underrated” no matter how many times they end up on list of underrated albums. Our picks for the 20 most underrated albums of all time.

Indicados ao Eisner 2014

Tudo que li da lista dos indicados ao Eisner Awards 2014 vale muito a pena. E quase tudo dá para adquirir por meios alternativos.

Departamento de Aquisições



Queria há tempos e, hoje, finalmente não resisti.

20.4.14

A própria Morte vai morrer

Contaminados pelas fórmulas dos quadrinhos de super-heróis e por uma crise econômica, a morte nos filmes de Hollywood é cada vez menos permanente. Ao ponto de ser praticamente bate-volta.

19.4.14

Antes que eu me esqueça...

Estudiosos e apavorados de todos os tipos concordam histericamente que as tecnologias digitais estão acabando com nossa memória. Enquanto ainda tenho essa capacidade, gostaria de lembrar que essa crítica vem sido feita desde o surgimento da escrita. E, embora ela realmente tenha diminuído a capacidade de lembrar poemas épicos inteiros, a escrita também cria um tipo diferente de memória.

Feliz Páscoa!

Você pode achar que os seus ovos de páscoa foram legai. Mas é porque não viu esses.

18.4.14

Os figurinos de Mad Men

Na superfície do fascínio criado por Mad Men em suas primeiras temporadas estava a estética retrô, principalmente o figurino. conforme a década de 60 da série vai se esvaindo, os figurinos vão se transformando, mas continuam um forte elemento narrativo.

Novas interfaces musicais

Imogen Heap está construindo um futuro da música. E você pode ajudar.

16.4.14

A maior conspiração do mundo

Eu odeio muito essas histórias de mães abnegadas, totalmente entregues e sofredoras. E a pressão social é tão grande que nenhum filho admitiria publicamente que a mãe é bem mais ou menos.

3.4.14

Qual a necessidade disso???????

Os sinais de pontuação são usados de modo muito irregular na Internet. Até a útil interrogação tem sido abandonada - segundo alguns como expressivo para assinalar perguntas retóricas. Eu, que admito adorar ambigüidade na linguagem ao mesmo tempo que entendo a necessidade de clareza, não gosto disso.

Dilemas da etiqueta moderna

Quando é apropriado jogar sua bebida no rosto de uma mulher? Veja bem, só a bebida, sem o copo.



2.4.14

É assim que se faz

Uma ótima análise crítica de um produto revolucionário, o Walkman.

O futuro logo ali

Por que a Califórnia é o cenário de tantas obras de ficção científica?

"1: Underpantes. 2:??? 3: Profits!"

Em vez de trabalhar diretamente em soluções para problemas, as organizações tentam conscientizar as pessoas. Além de ser uma abordagem de eficiência questionável para diversas questões, é o tipo de coisa que faz as pessoas se sentirem bem com muito pouco esforço.

29.3.14

Duelos em 2014

Como um cavalheiro deve desafiar alguém para um duelo em 2014? Achei a resposta totalmente equivocada num mundo onde existe o boxe do Kinect e Dance Dance Revolution.

Aquecimento para o Lollapalooza

Esse vídeo para This is a Trent Reznor Song é um perfeito simulacro de Nine Inch Nails.

26.3.14

Mais influente que Minority Report?

Uma análise da interface computacional e da tecnologia em Her e seus significado para os próximos avanços na área.

25.3.14

Veneno por todos os lados

Há um monte de coisas na sua casa que podem ser mortais se ingeridas em quantidade suficiente. É tentador testar, mas eu não aconselho.



21.3.14

A economia dos bicos

O sonho de ser seu próprio patrão, um bico por vez, não é fácil de se realizar. Quem dirá ganhar o suficiente para viver.

20.3.14

Vendo Mac Mini

Estou vendendo um Mac Mini com 2Gb de memória, disco de 250Gb e um monitor Samsung 19" por R$1300. Quem tiver interesse, por favor e-mail.

19.3.14

Ler ou não ler Heidegger

I think that those who say that because he was anti-Semitic we should not read his philosophy show a deep ignorance about the whole tradition of writing and reading philosophy. The point about philosophy is not that it offers an anthology of opinions congenial to us, which we can dip into to find illustrations of what you might call greeting card sentiments. Philosophy is about learning to be aware of problems in your own thinking where you might not have suspected them. It offers its readers an intellectual boot camp, where every sentence is a challenge, to be negotiated with care. The greatest philosophers may well be wrong: the point of recognising them as great is not to subordinate yourself to them, but to challenge yourself to work out exactly where they go wrong




18.3.14

Pornografia e o direito de escolha

Um projeto de lei na União Europeia quer banir a pornografia no bloco com bases feministas. O problema que se coloca imediatamente é que ele reduz as possibilidades de autodeterminação - o que é um tanto condescendente.

The kids are (mostly) alright

We do this thing with kids where we try to keep them safe from every form of danger. Not only do we have diminishing returns in terms of time and energy, but we have unintended consequences just like we do with security, which is that we’ve eroded [kids'] opportunities to learn, to participate, to make sense of this world. They need this to come of age. We make it very difficult for them to be public. We make it very difficult for them to be a part of our political life. And we justify it through everything from brain science to mistakes that they’ve made and stupidity.


Os Beatles não são mais famosos que Jesus

Mas duas pessoas são.

16.3.14

Quando a Mary Sue tem outro nome

O mundo das fan fictions propositalmente ruins é complexo e fascinante como um engavetamento de automóveis. Exatamente como o mundo das fan fictions acidentalmente ruins.

14.3.14

Feitos um para o outro

Jogar RPG e aprender japonês são dois interesses nerds perenes. Agora, criaram um RPG feito para ensinar japonês.

13.3.14

Pulp fiction

Se você se decepcionou com o final de True Detective, o que não foi o meu caso, que tal experimentar os contos do autor? (O primeiro link tem spoilers.)

5.3.14

Conectado ou desconectado, alguém ganha

In essence, we are being urged to unplug—for an hour, a day, a week—so that we can resume our usual activities with even more vigor upon returning to the land of distraction. Here the quest for mindfulness plays the same role as Buddhism. In our maddeningly complex world, where everything is in flux and defies comprehension, the only reasonable attitude is to renounce any efforts at control and adopt a Zen-like attitude of non-domination. Accept the world as it is—and simply try to find a few moments of peace in it. The reactionary tendency of such an outlook is easy to grasp. As the Slovenian philosopher Slavoj Žižek once quipped, “If Max Weber were alive today, he would definitely write a second, supplementary, volume to his Protestant Ethic, entitled The Taoist Ethic and the Spirit of Global Capitalism.” And what a wonderful Kindle Single that would make!



De volta aos tempos medievais

Os primeiros livros de receita surgiram no final do século XIV. Se a Idade Média começou muito antes, eles dizem muito pouco sobre a culinária medieval. Mas pistas estão espalhadas aqui e ali.

2.3.14

Ah, se fosse simples assim...

Um escritor em dificuldades recebe inspiração.

É constrangedor admitir, mas...

... houve uma época que tudo que eu queria era uma Manic Pixie Dream Girl - preferencialmente encarnada em Winona Ryder. Mas daí algo que eu tenho que manter em segredo aconteceu e eu perdia a paciência com elas na ficção e mais ainda na vida real.

25.2.14

Não é bem assim

Outro dia, apareceu aqui um link falando sobre uma possível decodificaçao do Manuscrito Voynich. Muita gente discordaria.

Traduções do Brasil

A literatura nacional ainda não anda com as próprias pernas no mercado internacional; e, depois dos escritores, o principal interessado numa imagem literária da nossa cultura é o Estado brasileiro. Não se leva a sério um país que se reduz a samba e futebol; espera-se que sejamos alfabetizados, e a literatura seria nosso melhor testemunho.

Comparado com outros programas de projeção da imagem do Brasil, o da BN parece apresentar boa relação custo x benefício.


Múltiplas matrizes

Se algum dia a humanidade for capaz de criar simulações tão complexas quanto o nosso mundo, existirão mais simulações do que mundos reais. Portanto a chance de que vivemos em uma simulação é estatisticamente significante. A ideia só me desagrada porque estamos em uma das simulações mais pobrinhas.

22.2.14

Fim do mistério?

Um linguísta afirma ter decifrado o Manuscrito Voynich.

Matadores de aluguel

Na ficção, assassinos de aluguel são profissionais competentes e personagens interessantes. Segundo uma pesquisa inglesa, a verdade é muito mais banal. A não ser que você descontes os melhores assassinos: os que não foram pegos.

Correspondência pós-divórcio

Se Encontros e Desencontros foi um filme autobiográfico de Sophia Coppola, Ela seria a resposta de Spike Jonze. Se todo filme que fizerem para se agredirem e lamentarem for assim, por mim a conversa continua por décadas.

Calibre seu detector de merda

Anytime someone tells you that eating something prevents cancer, your BS detector should start a-clanging. Natural News is full of these beauties. In addition to whole lemons, the site pushes organic green shakes, cilantro, blueberries, and spirulina as surefire cancer fighters. Whisper it, though, because Natural News has exclusive information suggesting that the government will silence anyone who pushes natural cancer cures.



Guia para o jogo da vida

Um guia de estratégia para o jogo da vida. Embora o formato seja divertido, as premissas são bem babacas.

19.2.14

Saindo do armário da sacristia

Você é ateu, agnóstico outro tipo de herege e ainda não se assumiu como tal? Há um livro que pode ajudar.

Embora meu pai me classifique como agnóstico e minha mãe dê todos os indícios de achar que eu tenho alguma fé secreta, isso nunca foi um grande problema - talvez porque eu nunca tornei isso um segredo e tenha desde os dez anos mostrado um ceticismo crescente.





Livros: atual vs virtual (lembra quando todo mundo usava esses termos?)

Apesar de ler em telas há muitos anos - cheguei a ler alguns livros inteiros em um Palm Zire, além de ler centenas e centenas de quadrinhos por ano - eu só havia comprado dois livros-app para o iPad. Acho que era a vontade de não só ler, mas ter certos livros que me deixava longe da compra das versões digitais. Eu amo ter um monte de livros e um dos meus sonhos de infância sempre foi ter uma biblioteca, com direito a estantes cheias e poltrona. Apesar da nossa biblioteca (que minha mulher insiste em chamar "escritório", embora a faxineira chame pelo nome certo) não ser tão grande quanto gostaria, percebi num dia de inverno que nós passamos dentro dela, com aquecedor ligado, lendo e conversando, que ele havia se realizado dentro das possibilidades de quem não é rico.



Por outro lado, como em todo relacionamento longo, eu e meus livros temos momentos de crise e os últimos anos não têm sido fáceis. O primeiro problema veio em uma mudança anterior, quando percebi, depois de arrumar os volumes nas estantes, que tinha as colocado no lado errado da sala. Daí lá vou eu tirar todos os livros e colocar de volta do outro lado. Nos dois anos e pouco que se seguiram, o problema foi a falta de espaço. O apartamento era pequeno e não havia lugar para uma estante. Então deixar os livros juntos era um exercício de paciência, esforço e vaselina. O limite de espaço passou a regular as compras e em mais de um momento me vi deixando algo na livraria porque não havia lugar.

Compramos nosso apartamento no final de 2010. Dessa vez havia um segundo quarta onde cabiam não só as estantes que eu já tinha, como também havia espaço para mais. Compramos uma maior, dupla, achando que demoraria para enchermos. Entre descontroles, certa pujança econômica, horror vacui e nossas desculpas para precisar agora de determinado título, o espaço extra se acabou rapidamente. Não havia problema. Brincando de dança das cadeiras - os de culinária foram para mais perto da cozinha, os de psicologia foram para uma caixa da despensa... - e eliminado alguns, as coisas se arrumaram por algum tempo. Mas livros são como tribbles. Como o apartamento é nosso para todo o sempre, começamos planos de colocar mais prateleiras sobre as estantes.

Antes mesmo disso o calor e os vizinhos barulhentos nos propuseram a ideia de colocar condicionador de ar na biblioteca. Para isso era obviamente necessário quebrar a parede e, portanto, levar os livros para outro canto. Entre enrolações do "profissional" contratado e problemas diversos, cerca de metade dos livros passaram meses empilhados na sala. Levamos todos para lá e depois da quebradeira e da limpeza, Daniela e a faxineira enfiaram todos nas estantes de qualquer jeito. Coube a mim dar ordem. Passei uma ou duas semanas nessa função, pois é impossível mexer nos livros sem dar uma olhadinha dentro de um ou outro. No processo separei alguns para me desfazer e arrumar um pouco de espaço.

Achei que ficaria tudo tranquilo e ficou. Por quase dez dias. Daí veio a notícia que vamos nos mudar de novo. Para um apartamento bem menor. Em outro estado. Então ontem fui comprar caixas para empacotarmos todos os livros (e as estantes) de novo. Vontade de proibir para sempre a compra de mais livros, de torcer por uma falta de gás de cozinha para usá-los para ferver a água no miojo. Pensamos em levar os livros de trabalho da Daniela para o gabinete na universidade, mas ele fica a 130 quilômetros de casa.

Olhando os livros e pensando no trabalho, juro que nunca mais vou comprar filósofo austríaco de que não se pode falar, irlandês incompreensível, coletânea de quadrinhos que tem peso para matar uma pessoa ou enciclopédia de quando eu era criança. Acho que isso explica porque nas últimas semanas comprei dois livros para Kindle. A preguiça de ter que empacotar mais livros ainda, ter que pensar se vamos ter como colocar todas as estantes no apartamento novo são um grande incentivo para esquecer um pouco do papel.

A experiência de leitura é muito boa: se abro o Kindle no iPad ou no iPhone, ele está no lugar onde parei e ter os livros sempre comigo é confortável e faz a leitura andar mais depressa. O preço dos livros na Amazon americana também é razoável, principalmente para livros que imagino que não vou ler de novo.

O problema é que a facilidade estimula a compra desenfreada. Quando compramos livros pela Amazon, o processo é mais lento. Escolho, pergunto se a Daniela quer alguma coisa, enrolo um pouco. Tudo para ter tempo de tirar os livros. Vejo um comentário sobre um livro, fico curioso, adiciono na lista de compras para o próximo pedido. Na hora de completar a compra, já esqueci do que se trata e tiro do carrinho. Tudo isso desaparece com o livro eletrônico.

Descubro a existência do livro. Entro na Amazon. Cliquei, já aparece no iPad e no iPhone. Sem tempo para pensar, sem chance de me arrepender. Não ocupa espaço, não pesa.

Mas fica lá no fundo da cabeça pedindo para ser lido agora.

Ela é demais

Fui assistir Ela - gostei bastante, aliás - e me peguei pensando depois o que alguns teóricos da singularidade achariam dele. Pois Ray Kurzweil fez uma resenha do filme sob um ponto de vista muito particular.

18.2.14

Na frequência global

Não há dúvida que XKCD é um dos melhores quadrinhos da Intrnet. E volta e meia o autor vem com algum experimento formal impressionante



Educação começa em casa

Daniel Pellizari, nerd convicto, fala sobre como apresentou os videogames aos filhos.

15.2.14

Na cara!

Uma das promessas do 3D eram filmes pornôs em três dimensões. Mas, apesar de alguns experimentos, o negócio não deu certo. Um dos motivos é bastante óbvio, como aponta um dos entrevistados: as coisas que mais ganham com o 3D são as que os homens não fazem muita questão de ver.

13.2.14

Mulheres em quadrinhos

A edição desta semana da Narratively é sobre mulheres e é em quadrinhos feitos por mulheres.

Livros e quadrinhos baratinhos

Só para lembrar que você encontra muitos títulos interessantes nessa lista de livros e quadrinhos que estou vendendo. Já são quinze anos de clientes satisfeitos.

12.2.14

A nossa batata está assando

As Olimpíadas de inverno colocaram a Rússia na berlinda, deixando claro que o país de Putin é autoritário e muito complicado. Com a Copa e as Olimpíados do Rio, o país vai sofrer escrutínio semelhante. E acho que o resultado não vai nos agradar.

Algo que sempre tive vontade de dizer

Fuck your Noguchi coffee table e muitas outras tendências bobas de decoração.

Os câncers mais mortais

Esse ótimo infográfico mostra os câncers mais mortais em cinco, dez, quinze e vinte anos e o número de casos anuais nos EUA.

8.2.14

O primeiro filme com Lego

Uma Viagem à Lua, de 1973, é o primeiro filme feito com Lego. Foi feito por duas crianças e a animação é excelente.

7.2.14

Na na na na nana BatBOMB

Durante a II Guerra, os EUA testaram uma bomba feita de morcegos incendiários.

Que língua é essa?

Ouça alguém falando e tente identificar a língua no The Great Language Game. Na primeira tentativa, fiz 450 pontos.

5.2.14

Bigodão

A história do bigode nos EUA é mais complicada do que podem pensar os hipsters e cheia de questões raciais.

A comida da capa

Você já deve ter notado as diferenças entre o seu sanduíche e o da foto, mas o mundo do food stylingmudou bastante.

1.2.14

Mitos na cozinha

A chefes de cozinha e químicos examinam vinte mitos da cozinha.

28.1.14

O tempero da salada

O azeite de oliva italiano que você compra provavelmente não é nem azeite, nem italiano.

25.1.14

O mundo criminoso das trufas brancas

The high-end industry has spawned a shadowy underworld, where tax evasion, nighttime heists, counterfeits, and sabotage are not uncommon. The schemes span continents and truffle types, but all of them boil down to scarcity and cash.




Os piratas contra a pirataria

No Ecuador, uma associação de vendedores de filmes piratas resolveram o problema da pirataria de filmes nacionais.

A importância de homens europeus mortos

O cânone da cultura ocidental não é apenas uma ferramenta de opressão das minorias, ao contrário do que certas minorias insistem em afirmar.

20.1.14

Você trabalha por dinheiro? Ou por amor ao que faz?

Do what you love is a secret handshake of the privileged and a worldview that disguises its elitism as noble self-betterment. According to this way of thinking, labor is not something one does for compensation but is an act of love. If profit doesn’t happen to follow, presumably it is because the worker’s passion and determination were insufficient. Its real achievement is making workers believe their labor serves the self and not the marketplace.

17.1.14

Video game com aura

Colin Northway é um game designer. Ele está trabalhando em um jogo que nunca será copiado - pois foi programado no mesmo computador no qual foi criado, que terá todas as formas de saída destruídas por ele. Sérios questionamentos sobre arte, os games e a cultura de reprodutibilidade.

16.1.14

Nana, nenê

For my own part, I am completely down with restaurants choosing to cater to an adult-only clientele. I am in favor of resorts that offer adult-only vacations. And frankly, if there were a petition to stop people from dragging their screaming toddlers to the 10 p.m. screenings of horror movies, I would sign the living hell out of that thing. I am the person who got a mom and her toddler ejected from the audience of a Broadway show, when the mother wouldn’t turn off the phone the child was playing with. (You’re welcome.) But if your establishment doesn’t have an explicit policy, what then is the right protocol when a family traipses in?

13.1.14

Ah, os ricos...

Researchers have found that people hold essentialist beliefs about generally biological categories such as gender, race, and sexuality, as well as about more cultural ones such as nationality, religion, and political orientation. Essentialism leads to stereotyping, prejudice, and a disinclination to mingle with outsiders. Kraus and Keltner wanted to know if we see social class as an essential category.

As palavras de 2013

Palavras de destaque no ano passado e outras que já deram o que tinham que dar.

Contemporâneos de quem?

Daniela Bracchi reflete sobre a conteiporaneidade.

10.1.14

Liberal ou Conservador?

AQ partir de perguntas aparentemente sem sentido, esse teste adivinha sua posição política. (Muitas das perguntas me foram obviamente claras quanto ao propósito, graças à leitura de The Righteous Mind.)

Miyazaki em Springfield

Veja a abertura de Os Simpsons em homenagem a Miyazaki - com anotações.

O medo de Lovecraft

I believe that Lovecraft's sense of cosmological dread emerged from the exponential expansion and recomplication of the universe he lived in—it eerily prefigures the appeal of today's singularitarian fiction, which depends for its dizzying affect on a similar exponential growth curve.

Os hackers do século XXI

Criar coisas imateriais é passé. Fazer coisas de verdade é a revolução do momento.

9.1.14

Dica de moda: como usar sua burka

Em diferentes países islâmicos, há uma grande variedade de ideias sobre a vestimenta apropriada para uma mulher se vestir em púbico. Segundo nossos parâmetros, Turquia e Líbano são os mais progressistas e a Arábia Saudita é o pior.

7.1.14

Fugindo do Zé Gotinha

As healthy as my lifestyle seemed, I contracted measles, mumps, rubella, a type of viral meningitis, scarlatina, whooping cough, yearly tonsillitis, and chickenpox. In my 20s I got precancerous HPV and spent six months of my life wondering how I was going to tell my two children under the age of 7 that Mummy might have cancer before it was safely removed.

So the anti-vaccine advocates’ fears of having the “natural immunity sterilized out of us” just doesn’t cut it for me. How could I, with my idyllic childhood and my amazing health food, get so freaking ill all the time?

Um herói para os dias de hoje

A vida do Falacy Man não é fácil.

5.1.14

Enquanto isso, em outro universo

A lista das obras que teriam entrado no domínio público se não houvesse acontecido a extensão de direitos autorais de 1978 é impressionante. Alguém pode me explicar como manter obras com mais de meio século sobre a guarda dos donos estimula a criatividade?

O Homem do Ano

Edward Snowden devia ganhar o Nobel da Paz.

Saldão de livros e quadrinhos

Estou me desfazendo de alguns livros e quadrinhos. A lista e os preços seguem e a postagem fica por conta do comprador (enviarei por registro módico, que é a opção mais barata). Podemos negociar descontos para grandes quantidades. Envie um e-mail com os títulos que deseja.
Se tiver alguma dúvida sobre os títulos, é só escrever.

Livros em Inglês
The Ascent of Money (Niall Fergunson) - R$20
Monoculture (F S Micheals) - R$20
World Changing: A User's Guide for the 21st Century (Alex Steffen) - R$30
Unplugged: The Web's best sci-fi and fantasy 2008 (Antologia) - R$10
The Truth (Terry Prachett) - R$10
Going Postal (Terry Prachett) - R$10
Moving Pictures (Terry Prachett) - R$10
Making Money (Terry Prachett) - R$10
The Amazing Maurice and his Educated Rodents (Terry Prachett) - R$10
Engineering Infinity R$10
Neverwhere (Neil Gaiman) R$10
Fear and Loathing in Las Vegas - R$20
Trainspotting (Irvine Welsh) - R$15
Discworld (Larry Niven) - R$10
The British Museum is Falling Down (David Lodge) - R$10
Demo: The Twelve Original Scripts (Brian Wood) - R$15
Accelerando (Charles Stross) - R$10

Livros em português
O Oceano no Fim do Caminho (Neil Gaiman) - R$10
Garotos Incríveis (Michael Chabon) - R$15
O Brasil das Placas - Viagem por um país ao pé da letra (José Eduardo Camargo e L Soares) - R$25
Não Contem com o Fim do Livro (Umberto Eco e Jean-Claude Carrièrre) - R$20
Leite Derramado (Chico Buarque) - R$20
Mínimos, Múltiplos, Comuns (João Gilberto Noll) - R$25
Festa da Mexerica (Índigo) - R$10
Discurso sobre o Capim (Luiz Scharwarcz) - R$10
Entre a Mentira e a Ironia (Umberto Eco) - R$15
A Melhor Democracia que o Dinheiro Pode Comprar (Greg Palast) - R$15
Visões Perigosas: Uma Arque-Genealogia do Cyberpunk (Adriana Amaral) - R$20
O Caso de Charles Dexter Ward (H P Lovecraft) - R$10
Um Estudo em Vermelho (Sir Arthur Conan Doyle) - R$10
Vathek (William Beckford) - R$10
Como Era Gostosa Minha Alienígena (Antologia) - R$10

Quadrinhos em inglês
Secret Origins: JLA - R$15
X-Statix 1 a 26 (Peter Milligan e Mike Allred - série completa) - R$70
X-Force 121 a 129 (Peter Milligan e Mike Allred) - R$25
Red Hering 1-6 (Série completa - David Tischman and Philip Bond - Série Completa) - R$20
The Minx 1-8 (Peter Milligan e Sean Philips - série completa) R$25
Plastic Man: Rubber Bandits (Kyle Baker) - R$20
Market Day (James Sturm) - R$30
A Chance in Hell (Gilbert Hernandez) - R$20
Hellblazer: Hard Time (Brian Azzarello e Richard Corben) - R$25
Top Ten 1-6 (Alan Moore e Gene Ha) - R$25
Electric Girl (Michael Brennan) - R$15
Subatomic (Patrick Neighly e Jorge Heufemann) - R$15
A User's Guide to Neglectful Parenting (Guy Delisle) - R$20
Starman: Sins of the Father (James Robinson) - R$20
Starman: Night and Day (James Robinson) - R$20
Starman: Infernal Devices (James Robinson) - R$20
Starman: To Reach the Stars (James Robinson) - R$20
Starman: Stars my Destination (James Robinson) - R$20
Desconto especial: os cinco Starman por R$80

Quadrinhos em português
Paladinos Marvel 1-5 (Justiceiro de Garth Ennis, Quarteto Fantástico de Grant Morrison) - R$10
Oceano (Warren Ellis e Chris Spruse) - R$20
Ryotiras OMnibus (Ricardo Tokumoto) - R$10
Gon Come e DOrme (Masashi Tanaka) - R$10
Graphic MSP: Pavor Espaciar (Gustavo Duarte) - R$10
Escola de Animais (Leandro Robles) - R$5

Quadrinhos em espanhol
El Loco Chavez (Carlos Trillo e Horacio Altuna) - R$10
Sherlock Time (HG Oesterheld e Alberto Breccia) - R$10
Fergus - Detective Publicitario (Agrimbau e Pietro) - R$15

Sobre comer sozinho

Apreciar os prazeres de comer sozinho é algo que não me levou muito tempo para aprender. Faço isso sem problemas, desde padarias e botecos até restaurantes finos. Recomendo a todos que tentem ocasionalmente.

1.1.14

Prepare seu DC++ (e os bolsos)

Duas listas de bons quadrinhos publicados em 2013: os cem melhores do Comic Book Resources (a lista de 2012, se você está atrasado) e outros dignos de nota no Omelete. Confira também a lista dos dez melhores webcomics publicados em 2013.